0800 721 8181

Contas de Ecossistemas - Uso da terra nos biomas brasileiros 2000-2018

Seja o primeiro a avaliar este produto

R$0,00

Disponível: Sem estoque

Short Description

A contabilidade do capital natural constitui uma estrutura contábil que permite mensurar e comparar, ao longo do tempo, a contribuição dos recursos naturais e dos ecossistemas para os aspectos soci...

Informe seu CEP para calcular o valor da entrega.

Descrição

Detalhes

Mais sobre a pesquisa...

A contabilidade do capital natural constitui uma estrutura contábil que permite mensurar e comparar, ao longo do tempo, a contribuição dos recursos naturais e dos ecossistemas para os aspectos sociais e econômicos de um determinado território, assim como fornecer estatísticas dinâmicas e padronizadas para o planejamento e a tomada de decisão, de modo a promover escolhas mais eficientes e sustentáveis na gestão dos recursos. Por reconhecer a importância da integração dos dados ambientais ao Sistema de Contas Nacionais - SCN, de modo a considerar a utilização dos serviços dos ecossistemas e registrar como a utilização do fluxo desses serviços pelo sistema econômico interfere nos ativos ambientais, o IBGE apresenta, nesta publicação, os resultados da Conta de Extensão dos Ecossistemas, elaborada no âmbito do Sistema de Contas Econômicas Ambientais - SCEA. Esta primeira edição tem como objetivo primordial oferecer uma análise da extensão das áreas naturais dos ecossistemas no Território Nacional e uma aproximação de seu estado de conservação a partir das modificações observadas no período de 2000 a 2018. Para isso, adotou-se o recorte ambiental oficial compatível com o conceito ecológico de unidades espaciais previsto na metodologia das Contas Experimentais de Ecossistemas das Nações Unidas: os biomas terrestres. No caso brasileiro, foram considerados os Biomas Amazônia, Cerrado, Mata Atlântica, Caatinga, Pampa e Pantanal. Como ponto de partida para futuras edições, é apresentada uma síntese dos dados do Monitoramento da Cobertura e Uso da Terra do Brasil, também elaborado pelo IBGE, com base na interpretação das áreas naturais e antropizadas identificadas nesse mapeamento e as modificações ocorridas ao longo da série histórica, evidenciando, assim, a evolução da dinâmica territorial ambiental. Além disso, também são implementadas análises das principais conversões de usos da terra circunscritas a cada bioma, onde podem ser interpretados os vetores de mudança responsáveis pelas transformações de cada porção do Território Nacional. O presente estudo, também disponibilizado no portal do IBGE na Internet, contribui com o esforço de aplicação das recomendações internacionais contidas no manual System of environmental-economic accounting 2012: experimental ecosystem accounting, SEEA-EEA, desenvolvido pelas Nações Unidas no âmbito do projeto Contabilidade do Capital Natural e Valoração dos Serviços Ecossistêmicos (Natural Capital Accounting and Valuation of Ecosystem Services - NCAVES), em parceria com a União Europeia. Espera-se que os resultados ora apresentados constituam um ponto de partida para futuras análises da extensão do meio ambiente, englobando outras escalas de análises e indicadores de condição dos ecossistemas que reflitam a diversidade de paisagens do Brasil. Assim sendo, espera-se abarcar a variedade de questões ambientais relevantes e prioritárias na agenda nacional e internacional de forma a promover um retrato dinâmico do País em termos de seus recursos naturais.

Informação Adicional

Informação Adicional

Código 000087
Código de Barras Não
ISSN / ISBN 14159813
Abrangência Brasil
Mídia Livro
Número de Páginas 105
Peso (Kg) 0.2340
Link para download https://biblioteca.ibge.gov.br/visualizacao/livros/liv101753.pdf

Comentários

Queremos saber sua opinião

Apenas usuários registrados podem comentar. Por favor, identifique-se ou cadastre-se

Tags do Produto

Use espaços para separar as tags. E aspas simples (') para frases.